top of page
  • Foto do escritorEquipe Doxa

DEPOIS DE 37 ANOS SEM GOVERNAR BELÉM, MDB TORNA-SE COMPETITIVO PARA AS ELEIÇÕES DE 2024.

O último prefeito de Belém do PMDB, hoje, MDB, foi Fernando Coutinho Jorge. Primeiro prefeito eleito diretamente após a ditadura militar, implantada no país em 1964. Coutinho Jorge governou Belém de 1º de janeiro 1986 a 1º de janeiro de 1989. De lá pra cá Belém foi governada pelo PTB, PFL, PT, PSDB E PSOL.


O partido participou do processo eleitoral nessas eleições, mas sem candidatos competitivos. Na reeleição de Duciomar Costa (2009), o MDB conseguiu passar para o segundo turno com José Priante, mas perdeu.


O MDB, tanto em nível nacional como local, até 2014, não foi um partido competitivo nas eleições. No entanto, tinha uma estratégia de não ser o protagonista, mas sim estar no plano de fundo decisório da política brasileira, isto é, continuar ditando ordens nas entranhas do poder. Tal condição lhe garantiu a ocupação de espaços estratégicos no Estado brasileiro.


O partido sempre chegou ao poder, não por ter seus candidatos eleitos diretamente, mas sim de forma secundária ou por ter maioria parlamentar. Em 1985 Tancredo Neves é eleito indiretamente pelo Congresso Nacional. Seu vice era José Sarney, do MDB. Sem assumir a presidência, Tancredo morre e Sarney vira presidente.


Em 1989, o MDB participa da eleição com Ulisses Guimarães, ficando em 7º lugar. Fernando Collor é eleito, tendo como vice, Itamar Franco (PRN). Em 1992, Itamar saiu do PRN e ingressou no MDB. Depois do impeachment de Collor, Itamar Franco assume a presidência da República. O PMDB volta ao poder.


Ao término da era Lula, O MDB assume a vice-presidência com Dilma e repete a dobradinha na reeleição de 2014.


Com o impeachment de Dilma, Michel Temer assume com o PMDB o poder central do país. Como se viu, o MDB não elegeu diretamente nenhum candidato, mas estava no momento certo para abocanhar o poder.


Essa estratégia se estende para os estados. No Pará, o partido elegeu Jader Barbalho governador em 1982 e em 1990, também.


Em 1998, Jader se lança, mas perde a eleição para Almir Gabriel (PSDB). A partir daí, nenhum candidato competitivo foi lançado pelo PMDB.


Depois de 24 anos, o partido lança, em 2014, um candidato competitivo: Helder Barbalho, que mesmo ganhando o primeiro turno, perdeu no segundo para Simão Jatene (PSDB). Em 2018 Helder participa novamente e ganha a eleição.


Em se tratando de Belém, depois de 37 anos o partido está, até então, pelas pesquisas Doxa, sendo competitivo, tendo o deputado Zeca Pirão (MDB) como o protagonista. Em todas as pesquisas Zeca está entre os três primeiros colocados. A engenharia política está se movimentando rapidamente nos bastidores. Aguardemos os próximos capítulos.



*Dornélio Silva

Cientista Político do Instituto Doxa


523 visualizações1 comentário

1 opmerking


prodesalltda.ar
15 jun. 2023

o Deputado zeca Pirão, sempre devolveu para o povo a dignidade, e o respeito pelas comunidades em geral.

Portanto o DEPUTADO ZECA PIRÃO.

É um político sério e é honrado pelo seu povo.

Meus parabéns Deputado.

Deus lhe abençoe grandemente.


Like
bottom of page