top of page
  • Foto do escritorEquipe Doxa

ELEIÇÕES 2024: PATRÍCIA E ZÉ FILHO POLARIZAM A DISPUTA ELEITORAL EM RURÓPOLIS

DOXA apresenta sua terceira rodada de pesquisa realizada no município de RURÓPOLIS, visando às eleições de 2024. RURÓPOLIS, cidade com 35.769 mil habitantes, está localizada na mesorregião do sudoeste paraense. Nesta terceira fotografia do cenário eleitoral que vai suceder o prefeito TAKÁ, mostra que a disputa vai ser polarizada entre Patrícia Cavichioli e Zé Filho.

A pesquisa foi realizada no período de 06 a 09 de novembro/2023 em todos os bairros da cidade e nas comunidades da zona rural. A amostra foi de 400 eleitores, tendo uma margem de erro de 3.5% para mais ou para menos dos resultados obtidos na pesquisa.

AVALIAÇÃO CONCEITUAL GOVERNO TAKÁ

Doxa perguntou “qual a avaliação que você faz do governo do prefeito TAKÁ?”. O resultado mostra uma avaliação positiva de 47,4% (somatória de Bom e Excelente). Já a avaliação negativa chega a 13,2% (somatória de Péssimo e Ruim). A avaliação regular ficou em 35,3%.


PRINCIPAL OBRA/SERVIÇO DO PREFEITO TAKÁ

Doxa quis saber a percepção de obras e serviços realizados pelo prefeito Taká. Os números mostram que “asfalto/pavimentação”, 25,7% é o que aparece com o maior percentual. Depois vem duas obras na área da saúde: “construção da maternidade”, 15,3% e “Hospital/reforma do hospital”, 12,4%. “Reforma de escolas” e “posto de saúde”, aparecem com o mesmo percentual de 6,0%. “Praça/reforma de praças” ficou com índice de 4,8%. As demais obras e serviços citados pelos entrevistados podem ser vistos no gráfico abaixo:


PRINCIPAIS PROBLEMAS DE RURÓPOLIS

São cinco os maiores problemas que estão afligindo o povo de Rurópolis: “Falta de abastecimento de água potável” que se desta com índice de 16,5%; depois vem “falta de asfalto/pavimentação/rus esburacadas”, atingindo o percentual de 14,5% de citações; “Desemprego/falta iluminação pública precária”, 8,4%. Os demais podem ser vistos no gráfico abaixo:


ESPONTÂNEA ELEITORAL: MAIS DE 58,2% DE VOTOS FLUTUANTES

A pesquisa avaliou alguns nomes de políticos à sucessão de Taká. Primeiramente, na questão espontânea, em que não se mostra os nomes de pré-candidatos, a pesquisa detectou que é muito grande, ainda, o número de eleitores flutuantes, isto é, que não sabem em quem votar ou que pretendem anular o voto. Esses eleitores flutuantes chegam a somar 58,2%. No entanto, os números já mostram o processo de polarização entre duas pré-candidaturas: a ex-secretária de Taká, Patricia Cavichioli e Zé Filho que disputou com Taká as eleições de 2020. Zé Filho aparece em primeiro lugar com 22,5%, seguido por Patrícia que vem com 15,7%. Canela está com 2,4% de intenções de voto; Neném, Taká e Valmir foram citados por 0,4% dos eleitores.


ESTIMULADA ELEITORAL: 4,6 PONTOS SEPARAM PATRÍCIA DE ZÉ FILHO

Quando se estimula os possíveis nomes a prefeito de RURÓPOLIS, Zé Filho vai para 29,8%; Patrícia vem em seguida com 25,2%. Canela ficou com 7,6% e Adailton Capixaba com 2,4%. Mesmo estimulando os possíveis nomes, o índice de eleitores flutuantes ainda permanece alto: 35,0%.


SÉRIE HISTÓRICA PESQUISA DOXA – PRINCIPAIS COMPETIDORES

Doxa mostra a série histórica das três pesquisas realizadas e publicadas em Rurópolis em 2023 com os três principais competidores desse jogo político. Zé Filho em abril tinha um percentual de 36,7% das intenções de voto; na pesquisa de junho ele sofre uma pequena queda indo para 32,5%. Nesta última pesquisa, Zé Filho, cai 2,7 pontos chegando a 29,8%. Por outro lado, Patrícia sai na primeira pesquisa com 19,8%, chegando em junho com 22,5%. Agora chega ao patamar de 25,2%, ficando a 4,6 pontos de diferença do primeiro colocado. Canela tem tímido crescimento saindo de 3,4% na primeira pesquisa de abril, chegando agora depois de sete meses a atingir apenas 7,6%.


EM QUEM NÃO VOTARIA PARA PREFEITO DE RURÓPOLIS

Quando se trata de rejeição, Adailton Capixaba é o mais rejeitado, aparecendo com 24,9% de eleitores que não votariam nele de jeito nenhum. O segundo mais rejeitado é Canela que obteve 13,3%. Zé Filho tem 6,5% de rejeição; Patrícia, 4,0%, a menos rejeitada.


ANÁLISE

O cenário político-eleitoral em Rurópolis, a partir dessa última pesquisa da DOXA, começa a afunilar entre dois competidores: a ex-secretária de Taká, Patrícia Cavichioli e Zé Filho que perdeu para Taká a eleição de 2020. O principal eleitor de Rurópolis é o prefeito Taká que está sendo bem avaliado pelos eleitores como demonstram as pesquisas realizadas pela Doxa. O prefeito já se manifestou, dizendo que seu candidato é o empresário Canela. No entanto, a população ficou recuada, não atendeu ao apelo do prefeito, tanto que nas pesquisas Canela teve índices de crescimento bem aquém do esperado. O gestor começa a repensar em sua empreitada se continua com Canela ou testa outro nome. Enquanto isso não acontece, a população identifica dois principais competidores, Patrícia e Zé Filho, que polarizam a disputa. Patrícia vem numa ascensão, enquanto Zé Filho vem perdendo seu potencial eleitoral ao longo do tempo. Os demais pré-candidatos que aparecem tem pouca densidade eleitoral, com isso pouco potencial de crescimento. O jogo, agora, já começou em Rurópolis. Esperemos os próximos capítulos.

DORNÉLIO SILVA Cientista Político da Doxa.

1.193 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page