top of page
  • Foto do escritorEquipe Doxa

ÚLTIMA PESQUISA DOXA EM BELÉM 2023:SE A ELEIÇÃO FOSSE HOJE, 4 NOMES ESTARIAM NA DISPUTA DIRETA

Doxa fecha o ano de 2023 com sua nona pesquisa da corrida eleitoral 2024. A pesquisa vai mostrar o comportamento da gestão de Edmilson Rodrigues no ano de 2023 diante da opinião do eleitor belenense. No campo eleitoral, a pesquisa vai mostrar a performance dos pré-candidatos que mais se destacaram nesse processo, identificando quais os nomes que mais lideraram as pesquisas em todo o ano de 2023. Vai também fazer um cenário chamado de Top 4, isto é, com os quatro pré-candidatos que passaram os dois dígitos na pesquisa passada. Outra novidade: fazemos um cenário com a possibilidade de Edmilson Rodrigues não sair candidato. Também nessa rodada de pesquisa testamos o segundo turno entre os principais competidores.

A pesquisa foi realizada no período de 12 a 16 de dezembro de 2023 em todos os Distritos Administrativos de Belém com uma amostra de 2.000 entrevistas.


EDMILSON PERMANECE EM ALTA DESAPROVAÇÃO

Doxa perguntou “qual a avaliação que você faz do governo do prefeito Edmilson Rodrigues?”. O resultado mostra uma avaliação positiva de 9,0% (somatória de Bom e Excelente). Já a avaliação negativa chega a 73,1% (somatória de Péssimo e Ruim). A avaliação regular ficou em 16,9%.



APROVAÇÃO/DESAPROVAÇÃO DO GOVERNO EDMILSON

Quando se trata de saber se o eleitor aprova ou desaprova a forma de Edmilson governar, Doxa mostra a série histórica das nove pesquisas. Em janeiro o governo de Edmilson tinha uma aprovação de 19%; já em março essa aprovação foi para 27%; em maio caiu para 23%, em junho manteve-se no patamar de maio; em agosto cai para 22,1%; em setembro cai para 16,0%. Na sétima pesquisa a aprovação permanece com o mesmo percentual do mês de setembro. Na oitava pesquisa há uma subida na aprovação de 2 pontos percentuais, chegando a 18,0%. Agora, na nona pesquisa, há uma queda de 1 ponto percentual, chegando a 17,0%.



Quanto à desaprovação, em janeiro na primeira pesquisa, 77% dos belenenses desaprovavam o governo de Edmilson; em março caiu para 69%. Já em maio subiu para 72%. Na quarta pesquisa, a sua desaprovação foi para 70%. Em agosto foi para 73,0%. Em setembro, subiu para 79,8%. Na sétima pesquisa a desaprovação manteve-se no patamar do mês de setembro, com uma leve queda de oito décimos. Na oitava pesquisa, a queda foi de 4 décimos, estacionando em 78,6%. Agora, na nona pesquisa, há uma subida de 1,4%.



APROVAÇÃO/DESAPROVAÇÃO DOS GOVERNOS HELDER E LULA

Doxa também avaliou a aprovação ou desaprovação dos governos Helder e Lula. Agora vamos publicar a série histórica das oito pesquisas.


APROVAÇÃO DE HELDER

 Na série histórica, em janeiro Helder estava com uma aprovação de 50,2%. Já em março sua aprovação sobe para 85,2%. Na terceira pesquisa, há uma queda, chegando a 80,6%. Na pesquisa de junho, a aprovação de Helder cai 4 décimos. Em agosto, vai para 83,9%, chegando em setembro com 84,4%. Na pesquisa de outubro, a aprovação vai para 85,0%, chegando em novembro com uma queda de 1,2 pontos percentuais, estacionando em 83,8%. Agora em dezembro a aprovação sobe para 84,0%.



DESAPROVAÇÃO DE HELDER

Quanto a série histórica da desaprovação do governador Helder Barbalho, em Belém, o gráfico mostra oscilações de uma pesquisa para a outra. O maior índice foi na pesquisa de agosto que chegou a 16,0%. Quanto ao menor percentual de desaprovação foi detectado na pesquisa de outubro. A desaprovação nesta última pesquisa de 2023 chega a 13,0%.



APROVAÇÃO DE LULA

Em se tratando da aprovação de Lula, em Belém, Doxa mostra a série histórica, indicando o maior percentual de aprovação na pesquisa de setembro, chegando a 72,0%. Quanto ao menor índice de aprovação se deu na pesquisa de outubro que somou 58,7%. Na oitava pesquisa, como se percebe, há uma recuperação na imagem do presidente da república em Belém. Ele fecha o ano com uma aprovação em Belém de 65,0%.



DESAPROVAÇÃO DE LULA

Quando se trata de desaprovação do governo Lula em Belém, a série histórica mostra que o menor índice se deu na pesquisa de março, 21,0%. O maior percentual de desaprovação foi na pesquisa do mês de outubro, 34,5%. Em novembro há uma queda, chegando a 27,0%. Agora em dezembro, fecha em 32,0% de desaprovação do governo Lula em Belém.



ESPONTÂNEA: DOXA FECHA O ANO COM UMA ELEIÇÃO MUITO ABERTA EM BELÉM

Na questão espontânea em que não se apresentam os nomes dos pré-candidatos, Doxa detectou que há um número muito grande, ainda, de eleitores que não sabem quem são os pré-candidatos a prefeito do município. Os nomes que se destacam são de Zeca Pirão, Eder Mauro, Edmilson Rodrigues, Eguchi, Igor Normando e Thiago Araújo. Os votos flutuantes somam 78,5%.



ESTIMULADA: ZECA PIRÃO SE DISTANCIA MAIS AINDA DOS CANDIDATOS

Nas questões estimuladas, Doxa construiu três (3) cenários para melhor avaliar o desempenho de candidatos:


PRIMEIRO CENÁRIO

No primeiro cenário, trabalhamos com oito nomes que foram testados na pesquisa. O deputado estadual Zeca Pirão aparece em primeiro lugar com 20,4% das intenções de voto. Depois aparecem empatados tecnicamente Eder Mauro e Eguchi, 13,3% e 12,8%, respectivamente. O atual prefeito Edmilson Rodrigues vem com 10,1% de intenção de voto. O deputado estadual, Thiago Araújo, se destaca com 7,7%. O secretário de governo de Helder Barbalho, Igor Normando, vem com 5,9%. O senador Beto Faro ficou com 3,2% e Italo Abati aparece com 1,4%. Os votos brancos nulos e indecisos somam 25,2%.


SEGUNDO CENÁRIO – O TOP 4 SUCESSÓRIO

No Top 4, Doxa fez um cenário com apenas os quatro pré-candidatos que chegaram a ultrapassar os dois dígitos na pesquisa passada, a de novembro: Zeca Pirão ficou em primeiro lugar com 22,2%. Depois vieram Eguchi e Eder Mauro, empatados, tecnicamente, 13,9% e 13,3%, respectivamente. O atual prefeito, Edmilson Rodrigues, aparece com 10,7%, os votos brancos, nulos e indecisos somam 39,8%.


TERCEIRO CENÁRIO – SEM EDMILSON RODRIGUES

Doxa testou um cenário sem o atual prefeito Edmilson Rodrigues. Nesse cenário foi incluído o nome da secretária de cultura do Pará, Úrsula Vidal. O deputado estadual Zeca Pirão aparece em primeiro lugar com 23,4%. Depois aparecem empatados Eder Mauro e Eguchi, 13,9% e 14,0%, respectivamente. O deputado estadual Thiago Araújo vem com 7,8%. Úrsula Vidall vem com 5,1%, seguido por Igor Normando que obteve 4,9%. O senador Beto Faro ficou com 2,6%. Italo Abati conseguiu 1,3% das intenções de voto.


REJEIÇÃO: EDMILSON O MAIS REJEITADO

Quando se trata de rejeição, o atual prefeito, Edmilson Rodrigues, é o mais rejeitado, aparecendo com 53,2% de eleitores que não votariam nele de jeito nenhum. Eder Mauro é o segundo mais rejeitado, aparecendo com 12,8%; depois vem Zeca Pirão com 4,6%. Eguchi é rejeitado por 2,8% dos eleitores de Belém; Os demais tem rejeição abaixo de 1%. Outros 11,1% não rejeitam nenhum dos candidatos e 11,8% não opinaram.



CENÁRIOS DE SEGUNDO TURNO:

Doxa testou alguns cenários para o segundo turno. No primeiro cenário verificamos a possibilidade de passar para o segundo turno Edmilson Rodrigues e Zeca Pirão. Nesse cenário, Zeca ganharia a eleição com 37,5% contra 11,6% de Edmilson. Os votos brancos, nulos e indecisos somariam 50,9%.


EDMILSON X ZECA PIRÃO


Num segundo cenário entre Edmilson e Eguchi, o delegado da polícia federal ganharia de Edmilson. Eguchi ficaria com 23,8% e Edmilson com 12,7%. Os votos brancos, nulos e indecisos somariam 63,5%


EDMILSON X EGUCHI


No terceiro cenário entre Edmilson e Eder Mauro, o atual deputado federal ganharia de Edmilson, ficando com 26,5% das intenções de voto contra 13,5% de Edmilson. Os votos brancos, nulos e indecisos somam 60%.


EDMILSON X EDER MAURO


No cenário entre Zeca Pirão e Eguchi, o deputado estadual Zeca sairia vitorioso com 32,9%, enquanto Eguchi ficaria com 14,5%. Os votos brancos, nulos e indecisos somam 52,6%.


ZECA X EGUCHI

No cenário entre Eder Mauro e Zeca Pirão, o deputado estadual leva vantagem contra o deputado federal, Eder Mauro. Zeca somaria 32,2%, enquanto Eder Mauro apareceria com apenas 19,2%.


ZECA X EDER MAURO


2.638 visualizações2 comentários

2 Comments


Juliana Varela
Juliana Varela
Dec 19, 2023

Edmilson é mais um traidor do funcionalismo público municipal, ainda em campanha, prometeu valorizar os servidores. Mas, na realidade, quem são valorizados são os "assessores superiores", os temporários, os peixes indicados. Se passou mais de 1 ano de homologação do concurso público da SEMAD/2020-2021, concurso que ofertou 477 vagas administrativas e imediatas nos órgãos da Prefeitura de Belém, Edmilson prometeu convocar esses aprovados e classificados no final de julho de 2023. Já passamos da metade de dezembro de 2023 e NINGUÉM foi convocado. Até hoje, nenhuma satisfação/explicação foi dada sobre a não convocação. Pelo contrário, a gestão do Edmilson finge não existir esse concurso, finge não existir esses mais de 400 aprovados dentro das vagas. A administração que deveria respeitar…

Like

eraldos628
Dec 17, 2023

Zeca pirão é o melhor pra Belém,tem trabalho e respeito pelo

Like
bottom of page