top of page
  • Foto do escritorEquipe Doxa

ZECA PIRÃO VOLTA A LIDERANÇA. EGUCHI VEM EM SEGUNDO LUGAR. EDMILSON PERMANECE COM DESAPROVAÇÃO ALTA

Doxa chega a sua oitava pesquisa realizada em Belém em 2023 sobre a corrida eleitoral. Nessa oitava fotografia, vamos poder identificar a performance dos atores políticos que pretendem disputar o pleito municipal em 2024. Em relação ao cenário administrativo sob a percepção do eleitor belenense permanece a desaprovação em alta do atual gestor. Na caminhada eleitoral, Edmilson continua com alta rejeição. Portanto, os sinais climáticos da COP 28, em Dubai, estão demasiadamente nublados para Edmilson. Esse clima influi diretamente na intenção de voto de sua reeleição. Além da avaliação de Edmilson, essa pesquisa avalia o desempenho do governador Helder Barbalho e do presidente Lula. Ao final procura identificar dentre os nomes testados na pesquisa, qual o mais rejeitado pela população belenense.

A pesquisa foi realizada no período de 27 a 30 de Novembro de 2023 em todos os Distritos Administrativos de Belém com uma amostra de 800 entrevistas.

AVALIAÇÃO CONCEITUAL GOVERNO EDMILSON

Doxa perguntou “qual a avaliação que você faz do governo do prefeito Edmilson Rodrigues?”. O resultado mostra uma avaliação positiva de 9,3% (somatória de Bom e Excelente). Já a avaliação negativa chega a 74,6% (somatória de Péssimo e Ruim). A avaliação regular ficou em 15,7%


APROVAÇÃO/DESAPROVAÇÃO DO GOVERNO EDMILSON

Quando se trata de saber se o eleitor aprova ou desaprova a forma de Edmilson governar, Doxa mostra a série histórica das oito pesquisas. Em janeiro o governo de Edmilson tinha uma aprovação de 19%; já em março essa aprovação foi para 27%; em maio caiu para 23%, em junho manteve-se no mesmo patamar de maio; em agosto cai para 22,1%; em setembro cai para 16,0%. Na sétima pesquisa a aprovação permanece com o mesmo percentual do mês de setembro. Agora, nesta oitava há uma subida na aprovação de 2 pontos percentuais, chegando a 18,0%.


Quanto à desaprovação, em janeiro na primeira pesquisa, 77% dos belenenses desaprovavam o governo de Edmilson; em março caiu para 69%. Já em maio subiu para 72%. Na quarta pesquisa, a sua desaprovação foi para 70%. Em agosto foi para 73,0%. Em setembro, subiu para 79,8%. Na sétima pesquisa a desaprovação manteve-se no mesmo patamar do mês de setembro, com uma leve queda de oito décimos. Agora, na oitava pesquisa, a queda foi de 4 décimos, estacionando em 78,6%.


APROVAÇÃO/DESAPROVAÇÃO DOS GOVERNOS HELDER E LULA

Doxa também avaliou a aprovação ou desaprovação dos governos Helder e Lula. Agora vamos publicar a série histórica das oito pesquisas.


APROVAÇÃO DE HELDER

Na série histórica, em janeiro Helder estava com uma aprovação de 50,2%. Já em março sua aprovação sobe para 85,2%. Na terceira pesquisa, há uma queda, chegando a 80,6%. Na pesquisa de junho, a aprovação de Helder cai 4 décimos. Em agosto, vai para 83,9%, chegando em setembro com 84,4%. Na pesquisa de outubro, a aprovação vai para 85,0%, chegando, agora, em novembro com uma queda de 1,2 pontos percentuais, estacionando em 83,8%.


DESAPROVAÇÃO DE HELDER

Quanto a série histórica da desaprovação do governador Helder Barbalho, em Belém, o gráfico mostra oscilações de uma pesquisa para a outra. O maior índice foi na pesquisa de agosto que chegou a 16,0%. Quanto ao menor percentual de desaprovação foi detectado na pesquisa de outubro.


APROVAÇÃO DE LULA

Em se tratando da aprovação de Lula, em Belém, Doxa mostra a série histórica, indicando o maior percentual de aprovação na pesquisa de setembro, chegando a 72,0%. Quanto ao menor índice de aprovação se deu na pesquisa de outubro que somou 58,7%. Agora na oitava pesquisa, como se percebe, há uma recuperação na imagem do presidente da república em Belém.


DESAPROVAÇÃO DE LULA

Quando se trata de desaprovação do governo Lula em Belém, a série histórica mostra que o menor índice se deu na pesquisa de março, 21,0%. O maior percentual de desaprovação foi na pesquisa do mês de outubro, 34,5%. Agora, há uma queda, chegando a 27,0%.


ESPONTÂNEA: JOGO SUCESSÓRIO CONTINUA ABERTO EM BELÉM

Na questão espontânea, a pesquisa mostra que é muito grande, ainda, número de eleitores flutuantes, isto é, que não sabem em quem votar ou que pretendem anular o voto. Esses eleitores flutuantes chegam a somar 77,0%. Os nomes que se destacam são: Zeca Pirão, 6,8%; Edmilson Rodrigues, 4,7%; Eder Mauro, 3,4%; Eguchi, 2,8%; Thiago Araújo 2,1; Igor Normando, 1,1%. Os demais nomes citados aparecem com menos de 1% de intenção de voto.


ESTIMULADA: ZECA PIRÃO VOLTA A LIDERAR A PESQUISA

Nas questões estimuladas, Doxa construiu quatro (4) cenários para melhor avaliar o desempenho de candidatos:

PRIMEIRO CENÁRIO

No primeiro cenário, o MDB participa com o deputado estadual Zeca Pirão com os demais pré-candidatos. Neste cenário, Pirão vem em primeiro lugar, aparecendo com 17,2% de intenções de voto. Em segundo lugar vem Eguchi com 12,8%; depois aparece o deputado federal, Eder Mauro, 12,4%. O atual prefeito, Edmilson Rodrigues, é o quarto colocado com 10,7%. O deputado estadual Thiago Araújo se destaca com 7,8%, seguido por Igor Normando, 7,3%. O deputado estadual Bordalo obteve 2,3% de intenções de voto. Em último lugar vem o pré-candidato do Novo, Italo Abati com 0,9%. Os votos flutuantes somam 28,7%.


SEGUNDO CENÁRIO

No segundo cenário, Doxa testou os nomes da secretária de Cultura, Úrsula Vidal e do senador Beto Faro. Aqui Eguchi vem em primeiro, com 12,5%, seguido por Eder Mauro, 12,1%. Edmilson Rodrigues aparece em terceiro lugar com 10,4%. Úrsula é a quarta colocada com 9,4%. Igor Normando é o quinto colocado com 7,6%; Thiago Araújo vem logo em seguida com 7,3%. O senador Beto Faro aparece com 2,9%. O professor Italo Abati permanece com 0,9%. Os votos brancos nulos e indecisos 36,9%.


TERCEIRO CENÁRIO

No terceiro cenário, Doxa testou o deputado federal Priante, MDB. Nesse cenário, Eder Mauro e Eguchi ficam literalmente empatados em 13,8%. Depois vem o prefeito Edmilson Rodrigues com 10,9%. Igor Normando vem com 7,2%, seguido por Thiago Araújo, 6,9%. O deputado federal Priante aparece com 5,9%. Beto Faro vem com 2,9% e Italo Abati com 0,9%. Os votos brancos, nulos e indecisos chegam a 37,8%.


QUARTO CENÁRIO

Neste quarto e último cenário Doxa testou o nome da deputada federal Alessandra Haber, MDB. Eder Mauro e Eguchi permanecem em primeiro lugar, empatados tecnicamente, 12,6% e 12,4%, respectivamente. Edmilson ficou com 10,9%; Igor Normando com 7,9%. A deputada Alessandra obteve 4,6% de intenções de voto. Italo Abati chegou a 1,5%. Os votos brancos, nulos e indecisos somam 46,4%.


EM QUEM NÃO VOTARIA PARA PREFEITO DE BELÉM

Quando se trata de rejeição, o atual prefeito, Edmilson Rodrigues, é o mais rejeitado, aparecendo com 58,6% de eleitores que não votariam nele de jeito nenhum. Eder Mauro é o segundo mais rejeitado, aparecendo com 10,6%; depois vem Zeca Pirão com 3,4%. Eguchi é rejeitado por 2,8% dos eleitores de Belém; Os demais tem rejeição abaixo de 1%. Outros 17,6% não rejeitam nenhum dos candidatos e 5,4% não opinaram.



2.268 visualizações3 comentários

3 Comments


Juliana Varela
Juliana Varela
Dec 05, 2023

Ninguém merece o Edpotoca reeleito. Tomara que venha outro candidato que saiba valorizar os serviços públicos e os servidores efetivos de Belém.

Like

Ray Valente
Ray Valente
Dec 01, 2023

Zeca Pirro vai ser o novo prefeito de BELÉM!

Like

Erlon Silva e silva
Erlon Silva e silva
Dec 01, 2023

que o excelentissimo senhor governador leve em consideração a vontade do povo e largue esse afunda Belem do Edmilson de vez e comece a apoiar o Deputado Zeca Pirão na caminhada rumo a Prefe8tura da nossa capital que esta abndonada e jigada as traças.

Like
bottom of page