• Dornelio da Silva

GOVERNO BOLSONARO E GOVERNADORES X CORONAVIRUS


PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

O universo da Pesquisa: População do Estado do Pará;

Estratos de controle: Pesquisa dirigida através de whatsap em que uma pessoa apenas por ID (aparelho) podia responder;

Amostra: 1350 entrevistas, abrangendo todas as seis Mesorregiões do Estado (Metropolitana, Nordeste, Sudeste, Sudoeste, Baixo Amazonas e Marajó);

Margem de erro: 3,5%; Intervalo de Segurança de 95%;

Questionário: Estruturado em perguntas abertas e fechadas ;

Tratamento estatístico : software profissional QuestionPro, Excel, Power Point.

Período de coleta: 20 A 22/03/2020


Foram entrevistados 58,3% de homens e 41,7% de mulheres nas seis mesorregiões do Estado.

Quanto à faixa de idade, três faixas tiveram percentuais semelhantes (45 a 59; 35 a 44; 25 a 34). Os mais jovens tiveram uma participação de 4,9%; enquanto os mais velhos, a participação foi de 7,8%.


A maioria dos entrevistados é católica, 47,1%. Os evangélicos somaram 38,2%. Os espíritas 2,9%. Os que se declaram sem religião são 9,8%.


57,8% dos paraenses afirmam que os governadores tem razão quando decidem manter a quarentena. Outros 36,8% afirmam que Bolsonaro tem razão em acabar com a quarentena. 3,9% dizem que nenhum tem razão e 1,5% não quiz responder.


QUEM TEM RAZÃO: BOLSONARO ACABANDO A QUARENTENA OU GOVERNADORES MANTENDO A QUARENTENA.

Ao se analisar do ponto de vista de gênero, 72,9% delas acreditam que os governadors tem razão. Quanto aos homens, a opinião é bem dividida.

Quanto à faixa de idade, os mais jovens acreditam que os governadores estão com a razão. Por outro lado, os mais velhos dizem que Bolsonaro é que está com a razão.

Quanto à religião, os católicos são os que mais acreditam na decisão dos governadores. Já entre os evangélicos a opinião fica dividida.

Sobre a avaliação da atuação do governo de Bolsonaro no combate ao coronavirus, a pesquisa mostra que 37,3% dos paraenses avaliam positivamente as medidas; enquanto 51,5 avaliam negativamente. A avaliação regular chega a 23,6%.


AVALIAÇÃO DA ATUAÇÃO DO GOVERNO BOLSONARO NO COMBATE AO CORONAVIRUS

Ao se avaliar por gênero, percebe-se que as mulheres são as que mais avaliam negativamente, chegando a 62,3%. Por outro lado, há uma divisão nítica entre a opinião dos homens.

Em se tratando de faixa etária, quanto mais aumenta a faixa de idade, mais avaliação positiva para Bolsonaro

São os evangélicos que mais avaliam positivamente a atuação de Bolsonaro no combate ao coronavirus. Os católicos avaliam mais negativamente.

Ao avaliar a atuação do governador Helder Barbalho em relação ao combate ao coronavirus, a pesquisa mostra que 62,2% estão avaliando positivamente sua atuação. Outros 19,2% avaliam negativamente. A avaliação regular é de 18,6%.


AVALIAÇÃO DA ATUAÇÃO DO GOVERNO HELDER BARBALHO NO COMBATE AO CORONAVIRUS

Quando se trata de gênero, 81,2% das mulheres avaliam positivamente a atuação do governador frente ao coronavirus. Já entre os homens a avaliaçao positiva chega a 48,7%.

Quanto à religião, a pesquisa mostra uma avaliação muito parecida entre católicos e evangélicos.

Aqui a pesquisa mostra o meio que os paraenses mais confiam para se manterem atualizados sobre o coronavirus. O órgão oficial Ministério da Saúde é o que mais confiam. No entanto, ao classificar a categoria Internet, somando sites, redes sociais, internet e whatsap, chegamos ao índice de 38,2%, ultrapassando a todos. A TV representa apenas 18,1%. Rádio e jornais impressos estão na insignificância de 0,5%.


MEIO QUE MAIS CONFIA PARA SE MANTER ATUALIZADO SOBRE O CORONAVIRUS.

Os homens mais confiam na internet para se manterem informados sobre o coronavirus, 43,7%; enquanto as mulheres vão mais pela oficialidade, ministério da saúde, 36,5% e TV, 23,5%.

Ao se tratar de faixa etária, os jovens, para se manterem informados, confiam mais na internet; enquanto os mais velhos confiam mais na oficialidade, isto é, ministério da saúde.

Evangélicos e católicos tem, praticamente os mesmos índices em relação ao meio que que mais confiam, internet, 37,5% catolicos 37,1% evangélicos.


0 visualização

© 2016 criado por "Doxa Comunicação Integrada"

Visite nossa página no Facebook

Blog da Doxa Pesquisa, opiniões em relação a pesquisas eleitorais e de mercado, divulgação de resultados e notícias sobre a política local e nacional.